quinta-feira , 19 setembro 2019

Home » Notícias » Destaque » Dieese promove debate sobre PEC 241/16 no Sindsep-DF para servidores

Dieese promove debate sobre PEC 241/16 no Sindsep-DF para servidores

Dieese chamou atenção para o contexto em que a PEC é proposta num cenário que combina fraco desempenho do PIB, queda da arrecadação e elevação da dívida pública.

contra-pec-241

Qual o papel que o Estado deveria desempenhar na sociedade? Quais seriam as prioridades de atuação do Estado? Como deveria ser a forma de financiamento do Estado para o alcance destas prioridades? Com essas perguntas o Dieese provocou um debate ontem no Sindsep-DF, entidade filiada à Condsef, sobre os riscos e consequências da aprovação da PEC 241/16 para o País. A PEC propõe o congelamento de investimentos públicos por pelo menos 20 anos e impõe um novo regime fiscal obedecendo a iniciativas de ajuste fiscal de curto prazo enviada ao Congresso Nacional por Michel Temer e já aprovada em 1º turno na Câmara dos Deputados. Em sua apresentação, o Dieese chamou atenção para o contexto em que a PEC é proposta num cenário que combina fraco desempenho do PIB, queda da arrecadação e elevação da dívida pública.

Curioso observar que a proposta que pode alterar a Constituição, caso aprovada, impede a execução de direitos assegurados pela própria Constituição. Uma contradição que para a Condsef precisa ser amplamente debatida e aprofundada com a sociedade. O acesso da população a serviços essenciais que são obrigação da União gerir está em risco, assim como todo o estado de bem estar social brasileiro. Limitando o crescimento da despesa primária da União por 20 anos, o Estado sufoca e restringe o orçamento fiscal e da seguridade social com base fixada pelos valores consolidados em 2016, um ano de crise.

Estudos apontam que com a PEC 241, sequer o crescimento vegetativo da folha de pagamentos da União consegue ser cumprido. Assim, ficam desautorizados reajustes, novos concursos, um cenário de completo arrocho proposto para duas décadas. O impacto em políticas públicas é certo. Em áreas como saúde e educação, a PEC 241 prevê, a partir de 2018, limites mínimos que terão que se enquadrar ao total de gastos impostos pela proposta de emenda à constituição. Por isso, o Dieese sinaliza que a aprovação dessa PEC representa uma reforma do Estado.

A proposta pode reduzir o papel do Estado enquanto indutor do desenvolvimento e o teto para investimentos públicos pode não acompanhar a expansão da demanda por serviços públicos de uma sociedade que certamente crescerá em 20 anos. Além disso, a PEC pode impor mudanças na política de valorização do salário mínimo e também na desvinculação do piso da previdência. O Dieese destaca que não estão previstas mudanças na estrutura de arrecadação do Estado. Ou seja, continuaremos pagando uma das maiores taxas de impostos do mundo e teremos negado o direito à contrapartida em serviços prestados pelo Estado.

Vale lembrar que mesmo não tendo sido aprovada, efeitos da PEC 241 foram incluídos na peça orçamentária de 2017 e estão também inseridos no PLP 257/16 que propõe a renegociação da dívida dos estados. Isso já poderá garantir a aplicação do “Novo Regime Fiscal” para o próximo ano, ainda que a PEC não tenha sido aprovada. Trata-se de um grave ataque a direitos assegurados aos cidadãos. Esses ataques não podem ser enfrentados sem uma forte resistência. No próximo dia 24, todos às ruas nas principais cidades do país. Vamos promover um grande dia nacional de lutas contra a PEC 241. Nossa reação a esse absurdo deve ser proporcional aos ataques que estão impondo a nossos direitos. Contra o retrocesso o caminho que a história de resistência da classe trabalhadora aponta como único possível é o da luta. E nesse caminho seguiremos incansáveis. Nenhum direito a menos. Nenhum passo atrás.

 

Escrito por : CONDSEF
Fonte : SITE CONDSEF
Dieese promove debate sobre PEC 241/16 no Sindsep-DF para servidores Reviewed by on . Qual o papel que o Estado deveria desempenhar na sociedade? Quais seriam as prioridades de atuação do Estado? Como deveria ser a forma de financiamento do Estad Qual o papel que o Estado deveria desempenhar na sociedade? Quais seriam as prioridades de atuação do Estado? Como deveria ser a forma de financiamento do Estad Rating: 0